Brasil em campo? Cuidado com o coração! Copa do Mundo é coisa séria

http://www.angiocorpore.com.br/uploads/image_a099bd2ab5196abf4624cef530e0dfd3.png

Copa do Mundo: uma época que literalmente mexe com os nossos corações. Ao ver o Brasil em campo no maior evento de futebol do planeta, as reações vêm à tona com maior intensidade.

Quantas vezes você já falou ou ouviu a expressão “quase infartei naquele jogo?”. Pois bem, o que pode ser uma brincadeira na verdade traz no fundo um componente muito sério.

Um grupo de médicos do New England Journal of Medicine avaliou problemas cardiovasculares ocorridos num nível acima da média em moradores da região metropolitana de Munique durante a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, que aconteceu entre 9 de junho a 9 de julho. Percebendo um aumento desproporcional, eles compararam casos deste e dos seguintes períodos: 1º de maio a 8 de junho e 10 de julho a 31 de julho de 2006; e 1º de maio a 31 de julho, em 2003 e 2005.

De acordo com o estudo publicado em 2008, 4279 pessoas sofreram algum tipo de distúrbio. Nos dias de jogos envolvendo a seleção alemã, a incidência foi 2,66 vezes maior do que ao longo da amostragem pré-Copa. O resultado entre os homens se multiplicou por 3,26, enquanto o das mulheres foi 1,82 mais alto. 

Em relação aos pacientes com problemas coronários, constatou-se que a proporção de doenças do tipo foi de 47%, superando com sobras os 29,1%  registrados no pré-Copa.  

Nestes dias, incidentes de maior gravidade se deram durante as primeiras duas horas após o início de cada partida. Uma sub-análise de casos delicados neste trecho, se comparada às outras parcelas, mostrou uma multiplicação por 2,49 na incidência de infartos no miocárdio com elevações do segmento ST (sinal exibido no eletrocardiograma). Detectaram-se também manifestações de angina (estreitamento das artérias que levam o sangue ao coração), que despontou 2,61 vezes mais. Já os sintomas de arritmia cresceram 3,07 vezes.


http://www.angiocorpore.com.br/uploads/image_0b0cffefef78389f5f031cccd7132298.png

O gráfico feito pelos pesquisadores mostra a comparação entre os casos pré-Copa e as ocorrências em dias de jogos da Alemanha em 2006. Os números de 1 a 7 indicam as partidas da seleção contra Costa Rica, Polônia, Equador, Suécia, Argentina, Itália e Portugal, respectivamente, enquanto o 8 corresponde à final disputada entre Itália e França.

A conclusão do estudo foi a de que assistir a um jogo de futebol pode mais que dobrar o risco de um ataque cardíaco. Portanto, se você já tiver problemas de coração, mesmo que pequenos, é urgente tomar medidas preventivas o quanto antes.

O AngioCorpore conta com profissionais da maior qualidade, além de aparelhos da mais alta tecnologia para oferecer o melhor da medicina cardiovascular.

Para acessar o estudo completo, clique aqui.

Enviado 27 de junho de 2018 - 11:01, Atualizado 27 de junho, 2018 - 11:04
AngioCorpore, 2018 - Todos os direitos reservados WStudios