Angiografia Coronariana (Cateterismo)

O que é angiografia coronariana (cateterismo)?

É um estudo que utiliza uma substância de contraste e raios-X para visualizar as artérias coronárias (artérias que nutrem o coração)

O exame é realizado com o paciente deitado e consciente
Com anestesia local prévia, um catéter é introduzido em uma artéria do braço ou da virilha.
O catéter avança pelos vasos até o inicio das artérias coronárias (cateterismo cardíaco), onde se injeta uma substância de contraste.
As artérias coronárias são visualizadas mediante raios-X (angiografia)

Para que serve?

Diagnóstico: para determinar a presença de doença coronária (redução da luz arterial por aterosclerose).

Em pacientes com:
Dor no peito (angina)
Alterações no eletrocardiograma ou teste ergométrico
Infarto do miocárdio

Tratamento
como terapia para desobstrução de uma ou mais artérias coronárias (angioplastia coronária), sem cirurgia cardíaca.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência; Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina, entrar em contato com nosso médico. Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos)
- ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o exame o paciente ficará 06 (seis) horas em repouso com acompanhante, podendo ir embora somente de carro. (Desde que o paciente não dirija) Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado.

Angioplastia Coronariana

O que é angioplastia coronariana?

Angioplastia é o procedimento realizado para aumentar a passagem de sangue em um vaso comprometido pela formação de placas de gordura (ateromas). Como essas placas obstruem a passagem de sangue, é inserido um catéter com um balão na ponta até a região afetada. O mesmo então é inflado, normalizando o fluxo de sangue no vaso. Para que este continue dilatado e com fluxo de sangue satisfatório, é deixada uma estrutura metálica (stent) no local A angioplastia das artérias do coração é chamada de angioplastia coronariana.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência
Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração Se iabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos)
- ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
03 (três) dias antes do procedimento tomar: 01 (um) comprimido de Plavix 75 mg por dia ou Ticlid 250 mg - 12/12 horas; 02 (dois) comprimidos de AAS infantil por dia Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o procedimento o paciente ficará internado na UTI ou Quarto, conforme orientação médica Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado


Arteriografia Periférica

O que é arteriografia periférica?

É um estudo que utiliza uma substância de contraste e raios-X para visualizar as artérias periféricas (fora do coração), como as artérias dos membros superiores e inferiores (braços e pernas), renais, mesentéricas, etc.

O exame é realizado com o paciente deitado e consciente.
Com anestesia local prévia, um catéter é introduzido em uma artéria do braço ou da virilha.
O catéter avança pelos vasos até o inicio das artérias que se deseja estudar, onde se injeta uma substância de contraste.

As artérias são então visualizadas mediante raios-X.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos)
- ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o exame o paciente ficará 06 (seis) horas em repouso com acompanhante, podendo ir embora somente de carro. (Desde que o paciente não dirija) Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado


Angioplastia Perfiférica

O que é angioplastia periférica?

Angioplastia é o procedimento realizado para aumentar a passagem de sangue em um vaso comprometido pela formação de placas de gordura (ateromas). Como essas placas obstruem a passagem de sangue, é inserido um catéter com um balão na ponta até a região afetada. O mesmo então é inflado, normalizando o fluxo de sangue no vaso. Para que este continue dilatado e com fluxo de sangue satisfatório, é deixada uma estrutura metálica (stent) no local.
O estreitamento das artérias periféricas dos membros inferiores por aterosclerose (placas de gordura) é a principal indicação para a realização desse procedimento. É importante que a anatomia do estreitamento seja favorável para essa forma de tratamento. O objetivo do tratamento é diminuir a isquemia (diminuição da irrigação sangüínea) do membro afetado, em geral o inferior, evitando dessa forma uma cirurgia de maior porte.
Os sintomas podem desaparecer ou pelo menos diminuir em freqüência e intensidade, e até evitar a perda do membro em casos mais avançados.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração. Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico. Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo. Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos).
- ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado;
Tomar 40 (quarenta) gotas de Luftal de 4 em 4 horas 01 (um) dia antes do procedimento. Suspender AAS infantil 01 (um) dia antes do procedimento (conforme orientação médica) Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o exame o paciente ficará 06 (seis) horas em repouso com acompanhante, podendo ir embora somente de carro. (Desde que o paciente não dirija). Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado.

Angiografia Cerebral

O que é angiografia cerebral?

A angiografia digital é considerada o padrão-ouro para o estudo das artérias e veias intracranianas. Muitas são as situações clínicas que exigem a sua realização, como as hemorragias intracranianas, pela presença de um aneurisma cerebral (dilatação de um vaso do cérebro que pode se romper) ou de uma malformação arteriovenosa, e os acidentes vasculares isquêmicos (AVC, derrame), cuja principal causa é a aterosclerose das artérias do pescoço (cervicais). Além de ser útil no diagnóstico dessas doenças, é sempre realizada imediatamente antes e após qualquer intervenção terapêutica, além de permear todo o procedimento neurointervencionista em si

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos)
- ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o exame o paciente ficará 06 (seis) horas em repouso com acompanhante, podendo ir embora somente de carro. (Desde que o paciente não dirija) Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado.

Angioplastia de Carótidas

O que é angioplastia de carótidas?

Angioplastia é o procedimento realizado para aumentar a passagem de sangue em um vaso comprometido pela formação de placas de gordura (ateromas). Como essas placas obstruem a passagem de sangue, é inserido um catéter com um balão na ponta até a região afetada. O mesmo então é inflado, normalizando o fluxo de sangue no vaso. Para que este continue dilatado e com fluxo de sangue satisfatório, é deixada uma estrutura metálica (stent) no local
O tratamento é indicado para restabelecer o fluxo sanguíneo para o cérebro, que se encontrava reduzido pelo estreitamento da artéria, evitando assim um acidente vascular cerebral (AVC, derrame).

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração. Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos) - ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
03 (três) dias antes do procedimento tomar: 01 (um) comprimido de Plavix 75 mg por dia ou Ticlid 250 mg - 12/12 horas; 02 (dois) comprimidos de AAS infantil por dia Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o procedimento o paciente ficará internado na UTI ou Quarto, conforme orientação médica Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado.


Tratamento Endovascular de Aneurisma de Aorta Abdominal

O que é aneurisma de aorta abdominal?

É uma dilatação da artéria Aorta por enfraquecimento da sua parede, principalmente por doença aterosclerótica (formação de placas de gordura ou ateromas, na parede da artéria). Sua localização mais freqüente é na região do abdômen, podendo ocorrer também no tórax. São mais encontrados em homens, numa proporção quatro vezes maior que nas mulheres. Muitas vezes são assintomáticos e seu diagnóstico é feito através de achado por outros exames realizados com ultrassom e tomografia computadorizada. Quando localizados deve-se fazer o seguimento do aneurisma, pois este pode aumentar de tamanho gradualmente e, quando não tratado, pode "estourar" ? romper, e levar a um sangramento volumoso que termina em morte. O objetivo deste tratamento é evitar a ruptura do aneurisma e os quadros mais graves que o sucedem
O tratamento endovascular do aneurisma de aorta abdominal consiste em um procedimento minimamente invasivo utilizando uma endoprótese (estrutura tubular metálica revestida com tecido). Ela substitui a parte enfraquecida da artéria e evita a ocorrência de rupturas. A endoprótese tem a função de selar a artéria acima e abaixo da área comprometida, permitindo a passagem do fluxo sanguíneo sem pressionar a parede enfraquecida do aneurisma

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração. Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos) - ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o procedimento o paciente ficará internado na UTI ou Quarto, conforme orientação médica Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado

Embolização Intracraniana

O que é embolização?

A embolização é a oclusão mecânica dos vasos, visando diminuir a vascularização ou sangramento de uma região. Atualmente, há várias maneiras de ocluir um leito vascular causando isquemia parcial ou completa, permanente ou temporária, de acordo com a necessidade. São utilizadas molas que vão preenchendo a cavidade da dilatação e dessa forma diminuindo o fluxo no seu interior
A principal indicação deste procedimento é para tratar os aneurismas intracranianos (AI) que são dilatações anormais das artérias do cérebro que, quando rompem por enfraquecimento da parede do vaso ou aumento de pressão dentro do vaso, causam hemorragia cerebral levando ao quadro de acidente vascular cerebral (AVC, derrame)
Também podem ser tratados diversos tumores intracranianos, cabeça e pescoço no período pré-operatório por via endovascular. A embolização tem como objetivo reduzir ao máximo a vascularização do tumor, para que o cirurgião tenha boas condições cirúrgicas, com redução da possibilidade de hemorragias intra-operatórias, diminuição do tempo de cirurgia e a melhora da recuperação no período pós-operatório

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração. Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos)
- ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
03 (três) dias antes do procedimento tomar: 01 (um) comprimido de Plavix 75 mg por dia ou Ticlid 250 mg - 12/12 horas Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o exame o paciente ficará 06 (seis) horas em repouso com acompanhante, podendo ir embora somente de carro. (Desde que o paciente não dirija). Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado

Embolização de Mioma Uterino

O que é embolização de mioma?

Consiste na oclusão de vasos que nutrem o mioma para diminuir o fluxo sanguíneo local reduzindo dessa forma o tamanho do mioma. São utilizadas microesferas que ocluem o vaso nutridor
É método não-cirúrgico surgindo como tratamento alternativo para o mioma uterino nos casos indesejáveis da retirada do útero

Preparo

Chegar, no mínimo, com 1 (uma) hora de antecedência Jejum absoluto de 08 (oito) horas (sem comer, sem fumar e sem beber água); Se precisar tomar medicamentos nesse intervalo, tomar com o mínimo de água possível. Obs.: Tomar mesmo em jejum as medicações para pressão alta e coração. Se diabético suspender 2 (dois) dias antes o medicamento metformina. Caso utilize insulina entrar em contato com nosso médico Suspender medicamento anticoagulante 05 (cinco) dias antes do exame (Marcoumar, Marevan e Dindevan) com orientação do seu médico. Solicitar ao médico, após 5º dia de suspensão, a coleta de um coagulograma completo Exames
Trazer exames pré-operatórios e exames anteriores (todos) - ECG (eletrocardiograma) – Hemograma completo – Uréia – Creatinina – Sódio e Potássio – Glicemia (em jejum) – Descrição cirúrgica, caso tenha realizado
Suspender AAS 01 (um) dia antes do procedimento Trazer 01 (um) acompanhante maior de 18 anos Após o exame o paciente ficará 06 (seis) horas em repouso com acompanhante, podendo ir embora somente de carro. (Desde que o paciente não dirija) Obs.: Todos os itens acima relacionados são obrigatórios. Na falta de algum item, o procedimento poderá ser cancelado

Teste Ergométrico

O que é teste ergométrico?

É um estudo que avalia, mediante um eletrocardiograma (ECG), como trabalha o coração durante o exercício. A pressão arterial também é monitorada
A intensidade do exercício aumenta durante a prova, que dura uns 15 minutos O exercício continua até que:
Determinada freqüência cardíaca seja alcançada Apareça mal-estar (dor no peito, falta de ar, tontura) Apareça arritmia Pressão arterial muito alta ou muito baixa seja registrada

Para que serve?

Para diagnosticar doença coronária.
Para determinar se uma pessoa com doença coronária pode tolerar um programa de exercícios.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 15 minutos de antecedência No dia do exame, após o banho, não utilizar cremes, pomadas ou gel Vir ou trazer roupa confortável (agasalho/tênis). Mulheres deverão estar trajando sutiã ou top de ginástica obrigatoriamente Dieta normal 2 horas antes ou dieta leve 1 hora antes do exame. O exame não deve ser feito em jejum Não fumar 3 horas antes e 1 hora após o término do exame Evitar exercícios físicos no dia do exame Suspender medicações somente com a autorização do seu médico. Caso tome algum medicamento, comunique no dia do exame Recomenda-se ao paciente não expor o tórax desprotegido ao sol até 72 horas após a realização do exame, já que pode surgir irritação na pele no local da colocação dos eletrodos para monitoração. Termo de Consentimento – Ecocardiograma sob Estresse clique aqui

Holter

O que é Holter?

É um aparelho portátil (de cintura ou de bolso) que registra a atividade elétrica do coração de forma contínua durante 24-48 horas, ligado a sensores ou eletrodos sobre o peito. É utilizado para diagnosticar arritmias.

O que é uma arritmia?

É um distúrbio da freqüência ou do ritmo cardíaco.

Quais sintomas as arritmias podem provocar?

Tonturas Desmaios Dor no peito Palpitações

Preparo

Tomar banho antes de vir fazer o exame, removendo bem a oleosidade e células mortas. Não passar creme, perfume ou talco Raspar bem a região do tórax e abdômen no caso de presença de pêlos (mesmo que poucos) Vir vestido com uma camisa ou blusa, larga e abotoada na frente - Durante o período em que estiver usando o aparelho, deverá tomar os seguintes cuidados:
Não tomar banho Não utilizar o forno de microondas nem ficar próximo a ele quando em uso Ter cuidado com os movimentos, para não desconectar os fios no aparelho ou nos eletrodos Recomenda-se ao paciente não expor o tórax desprotegido ao sol até 72 horas após a realização do exame, já que pode surgir irritação na pele no local da colocação dos eletrodos para monitoração.

Mapa

O que é monitoramento ambulatorial da pressão arterial?

É um estudo que permite registrar os valores de pressão arterial durante 24 horas enquanto as atividades cotidianas são realizadas.
As médias de pressão arterial obtidas apresentam uma correlação elevada com a lesão de diferentes órgãos.

Para que serve?

Para identificar pacientes com insuficiente ou exagerada queda de pressão arterial noturna (grupo de maior risco)
Para o seguimento do tratamento medicamentoso visando avaliar:
Eficácia Duração do efeito Pacientes refratários

Preparo

Tomar banho antes do exame, pois não é permitida a retirada do aparelho nas 24 horas seguintes Trajar roupas de mangas curtas e largas e com cinto, pois esse acessório ajuda a fixar o aparelho na cintura Trazer por escrito a lista de medicamentos em uso.

Ecodopplercardiograma Colorido

O que é ecocardiograma transtorácico?

É um exame que utiliza ondas sonoras para criar imagens do coração. Serve para diagnosticar problemas cardíacos e como guia de tratamento.
Características do exame:
Não utiliza radiação É indolor Não é invasivo É realizado mediante transdutor que envia ondas sonoras (ultrassom) e se desloca sobre o peito, enquanto um computador converte as ondas em imagem.

Fornece quais informações?

Tamanho e espessura do coração Funcionamento das válvulas e das câmaras cardíacas Avaliação da contratilidade global e regional do músculo cardíaco Alterações na artéria aorta Presença de coágulos no coração Presença de liquido no espaço pericárdico.

Preparo

Não há necessidade de preparo

Ecodopplercardiograma Colorido Transesofágico

O que é ecocardiograma transesofágico?

É um método invasivo que utiliza a ultrassonografia para visualizar o coração, suas cavidades, suas válvulas e seus vasos através da introdução de uma sonda no esôfago do examinado. Tem utilidade semelhante ao ecocardiograma transtorácico comum, sendo especialmente indicado naquelas situações em que o mesmo não conseguiu definir bem a anatomia do coração, bem como na detecção de coágulos no interior do coração. Sua metodologia é semelhante à de um exame de endoscopia: geralmente é feito uma sedação por via endovenosa, e após isso introduzido através da boca do paciente, em direção ao esôfago, a sonda transesofágica.

Preparo

Estar em jejum há 6 horas O paciente deve informar ao médico se for portador de alguma doença esofágica, ou se tiver dificuldade para engolir e alergia a algum medicamento, como sedativos e remédios para dormir O paciente deve comparecer ao exame com acompanhante, e não deve após o mesmo realizar qualquer tarefa que exija sua atenção como dirigir automóvel ou manipular máquina, devido aos efeitos residuais dos sedativos empregados Trazer exames anteriores: eletrocardiograma, ecocardiograma, teste de esforço, cateterismo, laudo de cirurgia cardíaca ou angioplastias prévias Trazer o pedido médico com o motivo pelo qual foi pedido o exame Trazer o termo de consentimento assinado Termo de Consentimento – Ecocardiograma Transesofágico clique aqui

Ecodopplercardiograma Colorido Pediátrico

O que é ecocardiograma pediátrico?

É um exame de ultrassom que permite avaliar detalhadamente o coração e seus vasos, tanto na estrutura quanto na função, além de permitir o estudo dos fluxos sanguíneos através do Doppler e color, afastando ou confirmando, desta forma, problemas cardíacos congênitos ou adquiridos.
Este exame é prejudicial à saúde da criança?
Não. Por se tratar de uma ultrassonografia, não causa dano à criança.

É necessário sedar a criança?

Na grande maioria dos casos, não. Apenas em raros casos, onde a criança fica muito agitada durante o exame (geralmente entre 1 e 2 anos de idade). Não se deve sedar bebês com menos de 6 meses.

A criança deve entrar na sala de exame acompanhada?

Sempre na presença dos pais ou responsáveis.

Preparo

Não há necessidade de preparo

Ecodopplercardiograma Colorido Neonatal/Fetal

O que é ecocardiograma neonatal/fetal?

É um estudo do coração do feto por meio do ultrassom, usando o mesmo método utilizado nos exames pré-natais de rotina que avaliam o crescimento fetal e as outras estruturas anatômicas do bebê. A diferença é que este exame é focado no coração e nos vasos que saem do mesmo ou nele chegam, analisando detalhes tanto morfológicos (da forma dessas estruturas) como funcionais (da função cardíaca e circulatória), e que ele é realizado por um especialista em Cardiologia Fetal, e não por um ultrassonografista obstétrico.

Preparo

Não há necessidade de preparo

Eletrocardiograma

O que é eletrocardiograma?

É um registro gráfico da atividade elétrica do coração, obtido por meio de eletrodos conectado ao tórax do paciente. Se um paciente queixa-se de que seu coração está descompassado, podemos submetê-lo ao ECG e, em tempo real, irá mostrar graficamente este descompasso, sua natureza e freqüência, pois ele será desenhado em um papel especialmente preparado para ser estudado.

Preparo

Não há restrições quanto à alimentação ou ingestão de líquidos Suspender medicações somente com a autorização do seu médico. Caso tome algum medicamento, comunique no dia do exame Recomenda-se ao paciente não expor o tórax desprotegido ao sol até 72 horas após a realização do exame, já que pode surgir irritação na pele no local da colocação dos eletrodos para monitoração.

Eletroencefalograma

O exame é realizado por um técnico treinado e os registros são analisados pelo médico especialista para seleção das telas e elaboração do laudo final. O EEG é realizado em uma sala especial no consultório médico. É de fácil aplicação e geralmente todo o processo dura pouco menos de 30 minutos. Será solicitado que se deite de costas confortavelmente sobre a maca. O técnico irá posicionar entre 16 e 25 discos planos de metal (eletrodos) em diferentes porém pré-estabelecidos locais do couro cabeludo. Os discos serão imobilizados com a utilização de um gel que é condutivo. Os eletrodos são conectados por meio de fios a um amplificador e a um microcomputador que converte os sinais elétricos em uma série de linhas onduladas representando cada região. É necessário que se mantenha deitado quieto, com os olhos fechados, pois o movimentos dos olhos, das palpêbras, da boca e dos músculos do couro cabeludo, embora reconhecidos, podem atrapalhar o andamento e os resultados. Pode ser solicitado que se faça algumas determinadas tarefas durante a gravação, como abrir e fechar os olhos, respirar profundamente e rapidamente durante vários minutos, ou submeter-se a luzes piscantes (estroboscópio).

O que se sente durante o exame?

Não se sente nada além do gel no couro cabeludo e é de breve duração. Pode-se levar um pente e uma toalha para retirar o gel dos cabelos antes de deixar o consultório.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 15 minutos de antecedência Lavar o cabelo na noite anterior ao exame para retirar o excesso de gordura do couro cabeludo. Não use óleos, cremes, sprays ou loções no cabelo. O médico pode solicitar que a ingestão de certos medicamentos seja interrompida antes do exame. Evite alimentos que contenham cafeína nas oito horas anteriores ao exame Algumas vezes é necessário dormir durante o exame, e por isso pode ser solicitado que reduza as horas de sono na noite anterior.

Bebês e crianças até 5 anos de idade:

A preparação física e psicológica para este ou qualquer outro exame depende da idade da criança, seus interesses, experiências anteriores e nível de confiança. Para crianças menores (geralmente até os 5 anos de idade) para que ela permaneça imóvel durante o exame eletroencefalográfico, é administrado por via oral, um xarope de hidrato de cloral com dose calculada pelo seu peso (sono induzido). O hidrato de cloral tem início de ação rápido, quando bem absorvido, levando ao sono profundo e sua duração é breve, cerca de 30 a 90 minutos. O suficiente para realizar o exame.

É imprescindível seguir o jejum para evitar o vômito e para que o medicamento possa fazer efeito rapidamente.

• Para exame em sono induzido, em crianças de 0 a 5 meses de idade, é recomendado jejum de 4 horas para sólidos ou leite e de 2 horas para outros líquidos. • Para exame em sono induzido, em crianças de 6 a 36 meses de idade, é recomendado jejum de 6 horas para sólidos ou leite e de 2 horas para outros líquidos.

Após realizado o exame, a criança é orientada a permanecer no consultório até que o efeito comece a desaparecer. (Sob efeito medicamentoso, a criança fica como se estivesse dormindo, imóvel, as pupilas ficam pequenas e as conjuntivas avermelhadas. Conforme o medicamento vai sendo metabolizado, esses efeitos vão sumindo, as pupilas começam a reagir normalmente e a criança começa a acordar). Cuidado deve ser tomado após a criança acordar pois ela permanece com seu equilíbrio prejudicado. Como toda criança gosta de brincar e correr, orienta-se o máximo de vigilância e não soltar as crianças para brincar até que o efeito tenha desaparecido por completo. Isto deverá ocorrer em pelo menos 4 horas após o exame.

Tilt Table Test

O que é tilt table test?

É um método não invasivo com o objetivo de pesquisar a causa de desmaios ou tonturas através da inclinação do corpo do paciente em 70 graus em relação ao solo.

Como é feito?

O exame é realizado em laboratório especializado, em que o paciente inicialmente deita-se em uma mesa (cama) e após 10 minutos é inclinado lentamente até uma posição de 70 graus, permanecendo nesta posição por 40 minutos. Durante o exame será medido a intervalos regulares a pressão arterial e os batimentos cardíacos, no intuito de detectar modificações que justifiquem o desencadeamento dos sintomas do paciente.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 30 minutos de antecedência Estar em jejum há 6 horas Mulheres: obrigatório uso de sutiã ou top Vir com acompanhante Trazer exames anteriores Suspender medicações somente com a autorização do seu médico. Caso tome algum medicamento, comunique no dia do exame Recomenda-se ao paciente não expor o tórax desprotegido ao sol até 72 horas após a realização do exame, já que pode surgir irritação na pele no local da colocação dos eletrodos para monitoração.

Teste de Esforço Cardiopulmonar

O que é teste de esforço cardiopulmonar?

O teste de esforço cardiopulmonar ou ergoespirométrico é a associação de um teste ergométrico convencional, com a análise do ar expirado pelo paciente, para medidas diretas de parâmetros respiratórios, como de consumo de oxigênio, produção de gás carbônico, freqüência respiratória e ventilação pulmonar.

Preparo

Chegar, no mínimo, com 15 minutos de antecedência No dia do exame, após o banho, não utilizar cremes, pomadas ou gel Vir ou trazer roupa confortável (agasalho/tênis). Mulheres deverão estar trajando sutiã ou top de ginástica obrigatoriamente Dieta normal 2 horas antes ou dieta leve 1 hora antes do exame. O exame não deve ser feito em jejum Não fumar 3 horas antes e 1 hora após o término do exame Evitar exercícios físicos no dia do exame Suspender medicações somente com a autorização do seu médico. Caso tome algum medicamento, comunique no dia do exame Recomenda-se ao paciente não expor o tórax desprotegido ao sol até 72 horas após a realização do exame, já que pode surgir irritação na pele no local da colocação dos eletrodos para monitoração.

Implante de Marcapasso

O que é marcapasso?

Marcapasso é um aparelho que controla os batimentos do coração por meio de um ou mais fios, chamados eletrodos, conectados ao coração. Ele é implantado debaixo da pele do paciente.

Quem precisa de marcapasso?

Este procedimento é freqüentemente indicado quando o número de batimentos cardíacos (freqüência cardíaca) está muito baixo. Como resultado da freqüência anormal, o coração bombeia menos sangue e causa sintomas tais como fadiga, falta de ar, ou desmaio.

Como é feito o implante?

Na maioria das vezes, a anestesia é local. O anestésico local é normalmente combinado com sedativos leves, aliviando a dor do paciente durante a operação. Caso o paciente sinta dor, desconforto, ou incômodo durante o procedimento, deverá comunicar imediatamente ao médico cirurgião
O cirurgião faz uma incisão na pele na porção superior do tórax e separará os tecidos para criar um lugar para colocar o gerador (bateria) do marcapasso. O sistema de marcapasso artificial consiste em um ou dois eletrodos e uma unidade de bateria. Os eletrodos (fios) são inseridos em uma veia localizada abaixo da clavícula. Com a ajuda de imagens de radioscopia vistas em tempo real em um monitor, o médico os coloca em seu átrio direito e ventrículo direito. As pontas dos eletrodos estabelecem contato com o músculo cardíaco, e transmitem o impulso elétrico que estimula as batidas do coração. As outras extremidades dos eletrodos são conectadas à unidade de marcapasso (chamado de "gerador") que contém baterias e circuitos eletrônicos. O médico coloca esta unidade debaixo da pele, na parte superior do tórax
O paciente pode ficar no hospital de 1 a 3 dias após a cirurgia, na dependência de cada caso. O repouso no leito com monitorização dos batimentos cardíacos é feito pelo menos por 12 a 24 horas após o implante
Antes da alta hospitalar, é feita uma análise computadorizada do sistema de marcapasso, para se obter um ponto basal após o implante. São feitas recomendações quanto aos cuidados e quanto ao controle clínico e do marcapasso no pós-operatório. O paciente poderá ser ensinado a utilizar um sistema de transmissão trans-telefônica dos dados do marcapasso
O médico pode explicar como o fato de portar um marcapasso poder afetar o estilo de vida do paciente; são dadas outras informações gerais sobre os cuidados e acerca dos controles futuros e de qual será a duração estimada do marcapasso
Geradores de marcapasso tem, de modo geral, uma duração estimada em 6 a 8 anos, podendo este tempo ser aumentado com a reprogramação do sistema no pós-operatório.

Estudo Eletrofisiológico

O que é estudo eletrofisiológico?

O estudo eletrofisiológico consiste na introdução de cateteres (tubos finos e flexíveis especiais) em locais específicos do coração para descobrir e estudar os defeitos no sistema elétrico do coração. Além disso, o estudo eletrofisiológico é parte do procedimento de ablação por cateter, pois é através deste exame que é possível descobrir o local de origem da arritmia cardíaca. Por isso, o exame é fundamental para descobrir as causas das palpitações ou desmaios.

Quando está indicado o estudo eletrofisiológico?

O estudo eletrofisiológico está indicado para os pacientes que apresentam sintomas como palpitações, tonturas e/ou desmaios. Também é utilizado para o diagnóstico de taquicardias documentadas pelo eletrocardiograma e para verificar o risco de morte súbita em alguns tipos de pacientes.

Preparo

Estar em jejum há 6 horas O paciente deve comparecer ao exame com acompanhante, e não deve após o mesmo realizar qualquer tarefa que exija sua atenção como dirigir automóvel ou manipular máquina, devido aos efeitos residuais dos sedativos empregados.

Ablação

O que é ablação por catéter com radiofrequência?

É um método de tratamento das arritmias cardíacas através do qual é feita a cauterização dos seus focos, localizados pelo estudo eletrofisiológico. Essa cauterização é realizada pela aplicação de energia de radiofreqüência (uma forma de energia semelhante ao bisturi elétrico), por meio de cateteres interligados a uma máquina especial.

Quando está indicada a ablação por catéter com radiofrequência?

A indicação é sempre discutida com o médico e geralmente se aplica a pacientes que apresentam taquicardias acompanhadas de sintomas como palpitações, desmaios ou tonturas, difíceis de serem tratadas com remédios ou nos casos do paciente preferir não tomar drogas antiarrítmicas por longo prazo
A ablação por catéter pode ser usada para tratar as seguintes arritmias:
- Taquicardia por reentrada nodal (TRN)
- Taquicardia por via acessória ou síndrome de Wolff-Parkinson-White
- Fibrilação atrial e flutter atrial
- Extrassístole ventricular
- Taquicardia Ventricular

Como devo fazer para ser avaliado para esse exame?

Você deve procurar um médico especialista em arritmia (eletrofisiologista). Para o médico realizar a indicação desse procedimento, é necessária uma avaliação que inclui: história médica, exame físico, eletrocardiograma, ecocardiograma, holter de 24 horas, entre outros.

E como faço em relação aos remédios que estou tomando?

Alguns remédios deverão ser suspensos de 3 a 30 dias antes do procedimento. Seu médico poderá lhe dar maiores esclarecimentos a respeito.

Preparo

Estar em jejum há 6 horas O paciente deve comparecer ao exame com acompanhante, e não deve após o mesmo realizar qualquer tarefa que exija sua atenção como dirigir automóvel ou manipular máquina, devido aos efeitos residuais dos sedativos empregados.

Ecodoppler Colorido Vascular Periférico

O Ecodoppler é uma forma de investigação das doenças do sistema circulatório, permitindo o estudo de artérias e veias
Este exame é totalmente indolor, conseguindo avaliar o calibre dos vasos, possíveis dilatações (aneurisma) ou obstruções em seu interior (estenose), assim como a espessura e aspecto de suas paredes
Avaliamos também o padrão e velocidade do fluxo sanguíneo no interior dos vasos, possibilitando o tratamento ou a prevenção de complicações futuras.

Preparo

Não há necessidade de preparo Trazer resultados de exames anteriores.

Ecodoppler Colorido de Carótidas e Vertebrais

É um exame que utiliza a ultrassonografia e o Doppler para avaliar a anatomia e o fluxo sanguíneo destas artérias. O principal objetivo do exame é constatar e avaliar o grau das obstruções que, quando importantes, podem levar a quadros de acidente vascular cerebral, o popular "derrame". Este exame é indicado principalmente para pacientes que apresentam diabetes, hipertensão arterial sistêmica, doença vascular periférica, episódio anterior de acidente vascular cerebral e na investigação de tonturas a esclarecer.

Preparo

Não há necessidade de preparo Trazer resultados de exames anteriores.

Ecodoppler Colorido de Aorta Abdominal e Ilíacas

O Ecodoppler é uma forma de investigação das doenças do sistema circulatório, permitindo o estudo de artérias e veias
Este exame é totalmente indolor, conseguindo avaliar o calibre dos vasos, possíveis dilatações (aneurisma) ou obstruções em seu interior (estenose), assim como a espessura e aspecto de suas paredes
Avaliamos também o padrão e velocidade do fluxo sanguíneo no interior dos vasos, possibilitando o tratamento ou a prevenção de complicações futuras.

Preparo

2 dias antes do exame tomar 35 gotas de Luftal de 8 em 8 horas Na véspera do exame tomar 02 comprimidos de Ducolax, na parte da manhã Estar em jejum há 08 horas Evitar tomar leite e gaseificados na véspera do exame Suspender medicações somente com a autorização do seu médico. Caso tome algum medicamento, comunique no dia do exame Trazer resultados de exames anteriores.

Ecodoppler Colorido de Artérias Renais

O Ecodoppler é uma forma de investigação das doenças do sistema circulatório, permitindo o estudo de artérias e veias
Este exame é totalmente indolor, conseguindo avaliar o calibre dos vasos, possíveis dilatações (aneurisma) ou obstruções em seu interior (estenose), assim como a espessura e aspecto de suas paredes
Avaliamos também o padrão e velocidade do fluxo sanguíneo no interior dos vasos, possibilitando o tratamento ou a prevenção de complicações futuras.

Preparo

2 dias antes do exame tomar 35 gotas de Luftal de 8 em 8 horas Na véspera do exame tomar 02 comprimidos de Ducolax, na parte da manhã Estar em jejum há 08 horas Evitar tomar leite e gaseificados na véspera do exame Suspender medicações somente com a autorização do seu médico. Caso tome algum medicamento, comunique no dia do exame Trazer resultados de exames anteriores.

AngioCorpore, 2017 - Todos os direitos reservados WStudios